A arte milenar da Falcoaria no mundo moderno

Redes Sociais

Falcoaria – Demonstração de lure-fly

O Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre, com a colaboração da Hayabusa Ambiental, promoveu uma demonstração de falcoaria no dia 02 de abril de 2016. A atividade foi realizada nas dependências do Jardim Botânico de Porto Alegre.

Crianças interagem com gavião-asa-de-telha

Crianças interagem com gavião-asa-de-telha sustentado por Laura

A falcoaria que é uma arte milenar, conhecida desde a antiguidade no Oriente Médio e Ásia, vindo depois a se propagar até a Europa através dos árabes. Já há mais de 2.000 anos A.C. a arte era conhecida na China. Hoje tem diversas aplicações, como o controle de outras aves e pequenos mamíferos.

Público presente na Falcoaria

Público presente na Falcoaria

Uso da falcoaria nos tempos atuais.

Uma das aplicações típicas, é o controle de aves em áreas de aeroportos, para evitar colisões com as aeronaves, que podem causar graves acidentes. Também o controle de pragas em depósitos de cereais ou aterros, pode eventualmente ser realizado com a utilização da falcoaria. É uma técnica que evita o uso de produtos nocivos, como venenos etc.

Palestra lotou auditório do Jardim Botânico de Porto Alegre

Palestra lotou auditório do Jardim Botânico de Porto Alegre

A equipe da Hayabusa que esteve presente, realizou uma palestra para um auditório cheio, inclusive com diversos interessados tendo que aguardar na área externa o fim da palestra. Nesta, foi dada uma introdução à técnica, aves utilizadas, vídeos com situações reais de caça e resposta a diversas perguntas. Os biólogos e falcoeiros presentes foram o Gustavo Trainini e Laura Andréa Lindenmeyer-Sousa, ambos da Hayabusa Ambiental.

Plateia assiste à preparação do falcão

Plateia assiste à preparação do falcão por Gustavo

Em seguida, os animais foram retirados de suas gaiolas, e rapidamente adaptados ao ambiente diferente e com muita presença de público.

Falcão-de-coleira na espreita

Falcão-de-coleira na espreita

Na demonstração realizada no Jardim Botânico, foram apresentados dois rapinantes. Um deles era um falcão-de-coleira, de menor porte, utilizado frequentemente no aeroporto de Porto Alegre no controle de quero-queros. O outro indivíduo, um gavião-asa-de-telha, já de maior porte, foi a vedete das fotografias, sendo usado para realizar fotos com a plateia.

gavião-asa-de-telha - falcoaria

Público e gavião-asa-de-telha

O falcão-de-coleira foi utilizado em uma demonstração de lure-fly. O lure-fly consiste em atrair a ave com uma isca artificial, de modo que ela ataque o alvo. Após algumas sessões de ataque, o falcão foi subitamente atacado por um carcará, ave que vive em liberdade no Jardim Botânico.

Carcará atacando falcão-de-coleira

Carcará atacando falcão-de-coleira

Rápidos ataques e fugas foram avistados por todos, causando grande emoção aos visitantes.Logo o falcão pousou em um galho em segurança. Depois de algum tempo, ele foi chamado pelo treinador, e recolhido devido ao risco iminente.

O público presente ficou muito contente com a demonstração, e todos puderam registrar fotos junto com os rapinantes.

A Hayabusa ambiental promove periodicamente cursos de falcoaria para os interessados, ver no link  Curso de Falcoaria

Alguns vídeos realizados no local:

gsmuller

Com formação em engenharia elétrica, sou observador e fotógrafo amador de aves. Participo do Clube de Observadores de Aves de Porto Alegre -RS.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.